6 atitudes essenciais para a negociação com fornecedores

Loja de Materiais de Construção 14 de dezembro de 2018

Uma boa venda começa por uma boa compra. Portanto, é necessário saber direitinho como conduzir a negociação com fornecedores. Acompanhe este artigo e veja algumas atitudes essenciais para negociar com os parceiros que fornecem os produtos para sua loja, sejam eles antigos ou novos.

Quem tem uma empresa, seja comércio ou não, sabe bem que relacionamento é uma das chaves fundamentais para o sucesso. E quando falamos em relacionamento, também nos referimos ao contato com fornecedores, que precisa ser uma experiência boa desde o início.

Existem algumas atitudes bem estratégicas que contribuem para que esta relação seja produtiva e facilitada, prevenindo ainda que você caia nos principais erros que o lojista comete ao contatar fornecedores. Veja nossas dicas.

6 atitudes essenciais para a negociação com fornecedores

     1. Planejamento

Em primeiro lugar você precisa planejar a negociação, sabendo quais são suas necessidades e objetivos relativos a volumes, qualidade, preços, formas de pagamento e prazos de entrega. Esse planejamento permite que você tenha uma visão ampla do seu negócio e consiga ter subsídios em mãos para a negociação com fornecedores.

     2. Antecedência

Não deixe que o produto se esgote na prateleira para só então negociar com o fornecedor. Em uma negociação com fornecedores antecipada, você tem como estabelecer prazos que atendam e conseguir melhores preços.

Negociações feitas na última hora geralmente pegam o fornecedor de surpresa e você corre o risco de desabastecer seu estoque e de sofrer com as oscilações de preços impostos pelo mercado.

     3. Parceria

Enxergue o fornecedor como parceiro e não como adversário. Procure sempre criar estratégias de forma a estabelecer e manter um relacionamento de confiança e troca. Isso facilita muito mais a negociação e a tomada de decisões para os dois lados.

Saiba quando é o momento de ceder para que haja benefícios e vantagens para ambos. Quanto mais flexível você for, melhor. Afinal, se você fez o planejamento indicado na nossa primeira dica, sabe exatamente onde pode dosar e barganhar, não é mesmo?

     4. Use a tecnologia

A negociação com fornecedores também pode ser facilitada pelo uso da tecnologia. Com o surgimento do e-commerce, já faz um bom tempo que as relações cliente-fornecedores estão muito mais rápidas e eficientes.

Além do e-commerce e Internet, existem sistemas e softwares capazes de tornar o relacionamento com fornecedor muito mais “azeitado”, controlando estoques e prazos de reposição e ainda permitindo a venda direta. Conheça as vantagens da tecnologia no relacionamento com fornecedores.

     5. Tenha alternativas

Tenha sempre mais de um fornecedor para determinado produto ou para cada categoria, dependendo do seu porte. Este ponto é importante para ter maior poder no momento de negociar. Ficar refém de um só fornecedor pode ser um risco.

Mas, por outro lado, não diversifique demais para não gastar tempo exagerado somente com a gestão dos planos A ou B. Se a parceria realmente for de confiança, como vimos na dica 3, você terá sempre negociações tão favoráveis que, certamente, somente o Plano A será suficiente.

     6. Exclusividade

Os contratos de exclusividade também podem surtir efeitos bastante positivos. Novamente, aqui devemos lembrar que uma vez estabelecido o relacionamento de confiança com um ou mais fornecedores, a parceria tem todas as chances de durar bastante tempo.

Esse tipo de contrato deve ser monitorado com bastante atenção, avaliando sempre se todas as condições vêm sendo cumpridas. Dessa forma, as vantagens em relação a prazos, preços e formas de pagamento estão garantidas também a médio e longo prazo.

Agora você já conhece algumas atitudes essenciais para a negociação com fornecedores, leia também nosso Guia Completo para o Sucesso de uma Loja de Materiais de Construção.




Comentários